13 outubro, 2009





A MENINA DAS FLORES
Edson Carlos Contar


De bar em bar ela caminha,
Levando flores para vender.
Nos olhares adivinha
A quem vai oferecer...

"Uma flor, senhor?
Para sua namorada,
É uma prova de amor.
Não precisa dizer nada,
A mensagem está na flor."

E de flores e sorrisos
Lá se vai a tal mocinha,
Como fada em sua graça,
Deixando versos em pétalas,
E em seu rastro de alegria,
Perfume por onde passa.

Até que encontra um jovem
Num cantinho, entristecido...
Talvez por não ter amor
Ou ser pelo amor esquccido.

Quando os olhares se cruzam,
Algo mágico acontece...
Do cesto, ele apanha as flores
E à menina oferece.

Sem palavras, se abraçaram,
E para o mar caminharam,
Tendo a lua de madrinha.
E ali mesmo, juraram,
Ao mesmo tempo, falaram:
-Serás meu !...
-Tu serás minha!

Nenhum comentário:

Postar um comentário