17 outubro, 2009




VIDA, POEMA E CANÇÃO

Edson Carlos Contar

No compasso do existir,
Rimados ou desconexos,
Faço em versos meus caminhos,
Sentimentos que anexo
Sejam rosas ou espinhos.

Amores, filhos, amigos,
Família, fé e trabalho,
Enredando poesias,
Fatos novos ou antigos,
São versos que embaralho,
No versejar dos meus dias...

Rimo filhos com carinho,
Amores com afeição,
Pais eu rimo com saudade,
Com afeto, cada irmão.

E cada amigo que abraço,
É mais um verso a escrever,
O poema que hoje faço
Na bênção do meu viver.

E quando finda a poesia,
Ausente a inspiração,
Terá chegado o meu dia.
Entregarei com alegria,
O meu poema de vida,
Ao AUTOR de minha canção.

2 comentários:

  1. VIDA, POEMA E CANÇÃO...

    Edson Carlos Contar...Sem dúvida alguma, hoje posso dizer que, tive a oportunidade de ler uma grande poesia! Parabéns pela inspiração Edson...Recebi convite da Simone B.Pinheiro. seu espaço está lindo!
    Abs...http://www.nadirdonofrio.com

    ResponderExcluir