09 abril, 2010

ARPEJO DA SAUDADE


ARPEJO DA SAUDADE
                                Edson Carlos Contar

Espanto a saudade, meu sofrer, meu espinho,
No arpejar delicado de uma linda canção.
E você vem...Vem chegando, mansinho,
E a minha desdita se faz emoção...

Y sueño encontrarte en realidad
Con la misma emoción
De los tiempos de ayer

Te quiero con alma
Con toda pasión
Pues eres mi vida
Mi cielo
Y mi ser...

E sigo cantando
Tentando acordar-te
Do sono que um dia
refúgio se fez,
Do meu abandono
Do meu gesto ingrato,
Da minha loucura,
Minha insensatez...

En Dios espero
Que un dia te llegue
Mi arrepentimiento
y mi emoción...
Y seas entonces
Otra vez mi amada,
Y me des como regalo
Tu amor, tu perdón !

Um comentário:

  1. Lindo ED seu blog, virei mais vezes....vc é um senhor poeta...
    Bjs meus e sudades
    GILDA

    ResponderExcluir