09 abril, 2010

UMA FLOR NA MADRUGADA


UMA FLOR NA MADRUGADA

                   Edson Carlos Contar


Eis que bate a tua janela um mensageiro
E traz consigo uma flor inesperada...
Que te destina um menestrel apaixonado,
Por quem voce também se diz apaixonada...

E pela fresta da janela entreaberta,
O vento traz uma canção desesperada.
É o menestrel que canta triste, lá de longe,
E vem no sonho te buscar na madrugada...

Sinta o perfume desta rosa oferecida,
Ouça a canção cujo motivo é saudade,
Deixa a janela entreaberta toda a vida...
Guarda esta flor,
Que é meu amor,
Na eternidade....



Nenhum comentário:

Postar um comentário