09 abril, 2010

MEDO

MEDO

           Edson Carlos Contar


Prometi fazer versos por ti.
Tive medo,
Não os escrevi...

Prometi cantar em serenata
O amor que sinto...
Perdi a voz,
Tive medo, consinto.

Prometi
ser teu amor por todo o sempre.
Tive medo...
Parti.

E agora, longe e solitário,
Grito reclamando tua presença,
Meu canto é triste, rouco, desafinado.
Escrevo versos que não chegam a tí...

Tenho medo,
E por ter medo
Te perdi...

Nenhum comentário:

Postar um comentário