09 abril, 2010


PRESENÇA EFÊMERA
                                   Edson Carlos Contar

Quando o sol banhar teu corpo,
Serei eu a cobrir-te em cálidos beijos de amor...

Se buscares a sombra,
Terás no vento minhas carícias...

Se a chuva cair e molhar teu chão,
Serão lágrimas de minha saudade...

E, cada flor que desabrochar em teu jardim,
Um verso a mais, no meu poema de amor por ti...

Pois que, sois musa...
Uma das muitas que meu coração volúvel
elege a cada instante







Nenhum comentário:

Postar um comentário